Nossos Parceiros

domingo, 17 de julho de 2016

Pronaf vai financiar instalação de energia solar no campo

Agricultores já podem obter financiamento para aquisição do sistema fotovoltaico
Por: Eder Calegari - rural@folhadonoroeste.com.br

O Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) já é conhecido dos agricultores. Ele destina-se a estimular a geração de renda e melhorar o uso da mão de obra familiar, por meio do financiamento de atividades e serviços rurais agropecuários desenvolvidos em estabelecimento rural.

A novidade é que o financiamento, que tem juros baixos e prazo esticado, pode agora ser usado para aquisição do sistema de energia solar fotovoltaico. O responsável técnico da empresa JS Soluções Elétricas, Jair da Silva, explica que em Frederico Westphalen, várias famílias já contam com esse serviço e que o financiamento pelo Pronaf trará incentivo para que moradores do campo façam a aquisição.

“Com a tecnologia, o produtor assume o controle da conta de luz. O sistema é simples e requer um investimento de aproximadamente R$ 20 mil. As placas que captam a luz solar são resistentes a granizo e duram pelo menos 25 anos. Esses painéis são instalados em cima do telhado ou em estruturas no solo. O conjunto fica ligado à rede da concessionária de luz. Em poucos anos é possível recuperar o valor investido. Agricultores que desejam elaborar o projeto conosco já podem procurar a agência bancária para obter o Pronaf para esse fim. Esse benefício deve ser contratado junto ao banco onde o agricultor possui conta”, destacou Silva.

Segundo a Secretária de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Agrário, o agricultor pagará uma parcela de financiamento fixa com até três anos de carência e com juros subsidiados.

Sistema solar fotovoltaico

Para funcionar, o raio solar é transformado em eletricidade quando entra em contato com os painéis fotovoltaicos. A energia produzida é diferente da usada na tomada de casa. É necessário um equipamento chamado inversor. A energia não utilizada é convertida em créditos junto à concessionária, que são abatidos da conta de luz. O uso de créditos de energia foi possível a partir da resolução 482 da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), e a revisão 687, em vigor desde março deste ano. Essa regulamentação permite que cada consumidor vire produtor de energia elétrica e use seus créditos junto à concessionária para abater na sua conta de luz.
Saiba mais sobre a região visitando nosso blog CLIQUE AQUI
+ Mais Informações ››››››

Ronda Alta - Dois veículos se envolve em um grave acidente

Por volta das 7: 00 da manhã de hoje, dia 16 de julho, aconteceu no trevo norte de acesso a nossa cidade, um grave acidente do tipo colisão frontal. envolveram-se no acidente, um veículo chavete preto placas MCJ 5680 de Frederico Westphalen e um Gol Bordô placas LCH 9579 de Trindade do Sul.Ao todo 6 pessoas ficaram feridas, as vítimas foram socorridas pelo SAMU, da cidade de Ronda Alta-RS e por mais duas ambulâncias do município, o corpo de Bombeiros de Sarandi esteve no local, o transito teve de ser orientado pelo corpo de bombeiro, até a chegada das autoridades policiais, os carros ficaram no meio da pista, segundo informações colhidas, uma das famílias erra da cidade de Constantina-RS.
Informações e imagens: Rogério dos Reis/Rádio Com. Navegantes
+ Mais Informações ››››››

Primeiros clones de erva mate serão implantados na região

Na próxima terça-feira (19), chegarão ao Rio Grande do Sul os primeiros clones de erva mate produzidos pela Embrapa Floresta, de Colombo-PR. Com o Convênio de Cooperação, serão implantados no Estado três experimentos, sendo um em Áurea, com implantação prevista para o dia 19 e dois no município de Ilópolis, com a implantação nos dias 20 e 21.

De acordo com o diretor executivo do Ibramate, Roberto Ferron, serão implantados testes de progênies de primeira geração, de segunda geração e teste clonal nas mesmas áreas. Segundo o pesquisadorda Embrapa Floresta, Ivar Wendling, coordenador da pesquisa, trata-se de uma nova abordagem, tendo em vista que pode-se avaliar materiais de diferentes graus de melhoramento em uma mesma área, sem ampliar a necessidade de áreas para o experimento.
“As progênies de primeira geração são aquelas selecionadas em matrizes superiores nativas de diferentes regiões e as progênies de segunda geração são aquelas sementes coletadas em testes de progênies de primeira geração implantados em 1997, onde se deixou cruzar somente as melhores matrizes, com base em produtividade de folhas”, explica Ferron.

Ele explica ainda que os clones são árvores superiores selecionadas com base em produtividade, resistência a pragas e doenças e sabor e multiplicadas por enraizamento via mini estaquia. Serão implantados: progênies de primeira geração seis do Rio Grande do Sul; duas de Santa Catarina; três do Paraná e uma de Mato Grosso do Sul; 50 progênies de segunda geração; e 15 clones.

Ao todo serão implantados nove testes, sendo três no RS, três em SC, duas no PR e uma no MS.

“Para o Ibramate, começaremos uma nova revolução no setor produtivo da erva mate, pois estes experimentos possibilitarão testar inúmeros materiais de diversas regiões produtoras do Brasil para saber quais se adaptam, que tipo de produto vão produz”, diz Ferron.

Quando o Instituto tiver as árvores matrizes do Estado catalogadas, registradas, e estudadas, poderá produzir os clones dos Polos Regionais Ervateiros. “Por isso o aplicativo construído pela UFSM e repassado ao Ibramate e Seapi tem importância no avanço das novas pesquisas sobre melhoramento genético da erva mate”, acrescenta.

Com esta medida, Ferron diz que será mudado o setor produtivo agrícola e industrial da erva mate. No futuro poderão ser realizados plantios ordenados com a definição do tipo de produto que se deseja obter (sabor de bebida chimarrão, chá ou para cosméticos, medicamentos, refrigerantes, energéticos, cerveja, desengordurantes, alimento e/ou ração animal); a pesquisa para novos produtos. E também, a busca de novos mercados e consumidores.

Também no dia 19, o pesquisador Ivar Wendling o diretor do Ibramate, Roberto Ferron farão uma palestra sobre o Programa de Melhoramento Genético da Erva Mate, no CTG Carreta Velha, em Áurea, com início às 19h.
Fonte: JBD
Quer saber mais sobre Meio Ambiente visite nosso blog CLICANDO AQUI
+ Mais Informações ››››››

Massa de ar polar chega com força e traz neve para o Sul

A MetSul confirmou o fenômeno em Canela, Gramado, São Francisco de Paula, Bom Jesus, Cambará do Sul e São José dos Ausentes.

Nevou no Rio Grande do Sul e Santa Catarina nas últimas horas com o ingresso de uma potente massa de ar polar. A primeira ocorrência de neve ocorreu ainda no fim da tarde de sábado em São José dos Ausentes, mas foi na madrugada deste domingo que a neve caiu em um maior número de localidades. A MetSul confirmou o fenômeno em Canela, Gramado, São Francisco de Paula, Bom Jesus, Cambará do Sul e São José dos Ausentes. Onde mais nevou foi em São Francisco de Paula, cidade que habitualmente registra mais neve sob influência da circulação de uma área de baixa pressão, por estar a mil metros de altitude, mais ao Sul nos Aparados e estar próxima da costa, de onde recebe uma maior injeção de umidade.

A neve, em geral, foi fraca e com mínima acumulação. Foi uma neve dita “rala” com baixo diâmetro. Como o perfil da atmosfera estava mais seco e as nuvens que cobriam o Nordeste gaúcho eram principalmente baixas e sem maior desenvolvimento vertical, não havia condições na maioria dos locais para a formação de neve na forma de flocos com maior diâmetro, o que ocorreu, por exemplo, sob abundante umidade, com uma frente em agosto de 2013. O vento forte foi outro fator importante para ter nevado, uma vez que se produz o chamado levantamento vertical. O vento forte na área de relevo determina que se formem nuvens, o que explica porque muitas áreas do Estado tinham céu claro e sobre o Nordeste gaúcho existia abundante nebulosidade na madrugada, o que propiciou que nevasse.

O cenário sinótico era propício à neve com a presença de uma massa de ar polar com trajetória continental associada a um centro de alta pressão de 1028 hPa no Centro e no Norte da Argentina, e uma área de menor pressão atmosférica (cavado polar) na costa do Rio Grande do Sul. A circulação de umidade associada à baixa pressão e o ar gelado que chegava pelo Oeste se somaram para propiciar o fenômeno. Dados de modelos indicam que o ar é extremamente frio em altitude (-4,5ºC no nível de 850 hPa ou 1500 metros de altitude) e que o ponto de congelamento na atmosfera (freezing level) baixou a somente 250 metros, indicando uma massa de ar extremamente gelado.

O ar polar, responsável pela neve, derrubou a temperatura e o Rio Grande do Sul teve o 31º dia do ano com marca negativa. Fez -2,0ºC em Cambará do Sul e -1,9ºC em Santa Rosa. Porto Alegre teve 4,0ºC no Morro da Polícia. As condições favoráveis à neve cessam, mas o frio prossegue e intenso. Estamos no começo a recém de um período de frio prolongado. Apesar de tardes mais amenas no decorrer da semana, com a tendência de tempo seco a tendência é seguir fazendo muito frio à noite com formação de no Rio Grande do Sul por vários dias seguidos. O Estado pode ter mínimas negativas todos os dias até o próximo fim de semana, logo sete a oito dias consecutivos de marcas abaixo de zero.

Fonte: Blog Metsul Meteorologia
Saiba mais visitando nosso blog CLICANDO AQUI
+ Mais Informações ››››››

Conservação da Biodiversidade será tema de Simpósio na URI

As modificações da paisagem natural por atividades antrópicas, como agricultura, urbanização, construção de reservatórios, entre outras, têm avançado por largas extensões de terra no planeta, alterando constantemente as paisagens naturais. Assim, em várias partes do mundo, a destruição e fragmentação de habitats naturais é muito alta. Essas alterações na paisagem têm chamado a atenção da comunidade científica mundial, que vem estudando formas de conservação dos recursos naturais ainda existentes.

É por este motivo que os cursos de Ciências Biológicas Bacharelado e Licenciatura da URI Erechim promovem o IX Simpósio Sul de Gestão e Conservação Ambiental e a XXV Semana Alto Uruguai do Meio Ambiente. Neste ano, profissionais das áreas vão discutir ações para a conservação da biodiversidade por meio de palestras, minicursos, apresentação de pesquisas científicas e outras atividades.

As atividades acontecem entre os dias 10 e 13 de agosto, no Salão de Atos da Universidade. A palestra de abertura, que será ministrada pelo professor Carlos Benhur Kasper, da UNIPAMPA, no dia 10 de agosto, vai abordar o paradigma da Arca do Milênio e a Conservação Animal. Interessados podem se inscrever até o dia 05 de agosto. Todas as informações sobre demais atividades, bem como minicursos e inscrições, estão disponíveis no site www.uricer.edu.br.
Fonte: JBD
Saiba mais sobre o tema Educação visite nosso blog CLICANDO AQUI
+ Mais Informações ››››››

Programa A Hora da Benção de Deus edição 072 de 17-07-2016

+ Mais Informações ››››››

Programa La Voce Veneta edição 109 de 17-07-2016

+ Mais Informações ››››››

Postagens que talvez você não viu!!!

Nossos Parceiros